quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Dia #03




6:00hs em ponto o despertador tocou, como em Vitória faz muito calor deixei a janela aberta e quando acordei vi o tanto que estava claro, até conferi o relógio achando que ele estava errado. Parecia que já era umas 8hs no mínimo, mas estava certo não era. O ânimo quando se acorda com o sol já brilhando é outro, já despertei na hora, rolou um cafezinho da manhã e depois foi só arrumar as bikes e as garrafas de água no carro da equipe, hehehehe, segundo o Big era o carro da Big Team triathlon. Imagina uma Frontier gigante com duas bikes de pé na carroceria, ficou muito show... só faltou mesmo segundo Big as rodas gigantes e o DVD bombando, hehehehehhehe.

Partimos em direção a Rodovia do sol, que liga Vila Velha a Guarapari, até aí não sabia o que encontraria pela frente. Na minha cabeça eu ficava me perguntando: Será que tem muita subida? Será que é plano? Será que o asfalto é bom? Vai ventar? Enfim tudo era novidade.

Saímos e comecei a pedalar depois de praticamente um mês inteiro sem pedalar a bike parecia desconfortável, mas isso foi só até aquecer. No início foi só empolgação, socando a bota e me sentindo muito bem um visual maravilhoso, asfalto bom e o vento até aí não sabia onde estava... isso na ida. Quando retornei desacreditei no quanto estava ventando. Soprava tanto que descrencei totalmente, fazia muita força e a velocidade custava ficar em torno dos 30km/h, aí entendi porque não tinha sentido nada de vento na ida, era porque ele estava totalmente a favor, arrependi de ter forçado tanto no começo. Eu fui achando que minhas pernas estavam no mesmo ritmo do final do ano passado, afffffffff.

Bom já que tinha rodado o que achava ter sido uns 35km até o ponto que retornei, afinal meu cateye está funcionando só a função de cadência, contra o vento não tinha outro jeito, a única opção que tinha era de voltar mesmo sem perna. A única coisa que passava em minha cabeça era chegar, fui arrastando até Vila Velha, e quando cheguei só chegou a capa mesmo, estava acabado.

De volta ao posto onde marcamos como ponto de encontro com o “chefe de equipe” Big voltamos para casa e foi só comer, tomar um banho e apaguei. Dormi o resto da manhã toda, nossa a falta de ritmo derruba qualquer um viu! O que era pra ser um pedal fácil me deixou destruído, mas foi muito bom, serviu como teste para eu ver como estou. E concluí que tem muito trabalho pela frente, hehehehhehehe.

Descansei a tarde até a hora de ir nadar, no final da tarde fomos nós de novo para Camburí, eu e a Flávia fomos de novo enfrentar o mar super agitado por conta do vento que não parava, dessa vez o treino rendeu bem mais. Fui até a ilha e voltei dessa vez bem mais rápido, com menos paradas na ida e direto na volta. Chegando de volta na praia cai na água de novo e nadei mais uns 15’ fazendo alguns estímulos de velocidade curtos com intervalos ativos. Foi bom de mais o treino, tirando os meus braços que esqueci de passar vazelina e ficaram muito assados por conta do sal, poderia ter nadado bem mais só que estava doendo muito.

Foi mais um ótimo dia, o que aprendi? No pedal da próxima vez não vou empolgar tanto na ida, pois agora sei que na volta vou enfrentar muito vento e ainda estou recuperando o ritmo, na água nunca mais esquecer de passar vazelina nos braços.

Tri abraço a todos!!!

Um comentário:

  1. E ai negão.... doi né velho? hahaha
    Mas vale a pena....
    Se cuida ai e abraços .
    Simão........

    ResponderExcluir